terça-feira, 28 de julho de 2015

Viagens, bebés e comida!

Estamos em época de férias e, muitos de vocês pretendem viajar com os rebentos. A primeira vez ficamos sem saber como nos organizar e, se forem como eu, gostam de levar tudo, para ter a certeza que eles comem bem. 

As mamãs que dão de mamar, têm a vida facilitada, pois o leite está sempre disponível e à temperatura certa. 
Se for de avião, o ideal é dar mama à hora de descolagem e aterragem, pois a sucção atenua o mal estar nos ouvidos. Se for de carro, o melhor é parar (numa bomba de gasolina ou parques) e nunca dar mama em andamento. 

No caso de usar LA, o ideal é o seu bebé já estar habituado a beber o leite à temperatura ambiente, para evitar ter de aquecer. Caso contrário, pode levar um termo com água aquecida. Normalmente, coloco a quantidade de água exacta e, à parte, levo o pó, em recipientes como este:











É importante que não leve o pó misturado na água.

Para os bebés que já comem sopa e/ou prato, o planeamento tem de começar em casa:
1º Conferir com os hotéis se guardam as comidas congeladas;
2º Comprar um termo para transportar (tanto as comidas congeladas, como as quentes);
3º Planear as refeições e congelá-las. 

Já em viagem, na véspera, peça a refeição do dia seguinte para descongelar durante a noite. De manhã, aqueça e leve no termo. 
Dependendo da idade do bebé, pode ter necessidade de ter 2 termos/lancheiras: um para a refeição quente e outro para o frio (iogurte, fruta). 

Eu sou a favor que a fruta deve ser sempre fresca e da época, mas em caso de necessidade, podemos recorrer aos boiões. Esta é a que eu uso pois, para além de ser orgânica, é mais leve e maleável (compro no celeiro), mas existem várias marcas boas (ex. holle, babybio). 


Uma boa viagem e...
Até já!