quarta-feira, 13 de abril de 2016

Primeira chamada de atenção na escola...

My little cupcake, hoje escrevo para ti! 

Após 1 mês e meio de escola, tenho a primeira chamada de atenção em relação ao teu comportamento... Eu sabia que ias dar-me muito trabalho, mas em tão pouco tempo? 

Espero, sinceramente, que todas as chamadas de atenção, sejam como a que tive hoje!

Tens 26 meses e não cumpres regras! Não esperas pelos outros meninos, depois de acabares a tua refeição (que já fazes sozinha e numa rapidez louca), depois de lavares as mãos e a boca, pois és sempre a primeira a lá chegar! Porque enquanto estão todos os meninos sentados à espera do que vai acontecer a seguir, tu já te levantaste e já foste a correr para outro lado qualquer. Afinal, ali já não há nada para te oferecer! Segundo as palavras da educadora, és uma liberal! Por mim, está tudo bem!

No entanto, gostas de aprender e participas nas actividades. Na aula de ginástica até ficas sentada e atenta para ver o que tens de fazer. És interessada, gostas de ter responsabilidades e estás sempre bem disposta!

Não consigo ver o lado mau do teu comportamento, tendo tu apenas 2 anos e estando numa fase de desenvolvimento motor. Porém, aparentemente, é um problema para a escola, pois estás destabilizar os outros meninos, que provavelmente gostavam de fazer o mesmo que tu fazes, mas são obrigados a ficarem ali sentados. 

Como consequência, ficas de castigo e ralham contigo muitas vezes. Fico muito triste com isso, mas fico mais descansada, pois tu não te importas. Continuas bem disposta e segues a tua vida com um sorriso no rosto. 
Enquanto não perceberem que com confrontos não vais chegar lá, acho que vou ser chamada muitas mais vezes! Mas não faz mal, minha rebelde, meu furacão, "meu aeroporto em hora de ponta, sem torre de controle" (definição dada pela tua pediatra). Desde que continues a ser feliz, um doce de miúda e a cumprir o que realmente importa, eu fico descansada. 

Talvez me vá arrepender mais tarde, quando fores adolescente e saíres de casa porta fora com um "até logo" (e eu sem saber onde vais)!!! Contudo, por enquanto, adoro que assim sejas: um raio de sol, que brilha o meu mundo e que está sempre fazer novas amizades! 

Amo-te muito! 

Até já!


terça-feira, 12 de abril de 2016

Rescaldo de um fim-de-semana de excessos

Este fim-de-semana foi uma desgraça!! 
É verdade, nutricionista também comete pecados, faz asneiras e cede a tentações. 

Acordei, 2ª feira, mal disposta de tanta comida e tanto doce. Resultado, descarreguei na minha princesa de 2 anos por ela não colaborar ao calçar os sapatos!! Imaginem só o meu sentimento de culpa, depois de ralhar com ela, por tamanha estupidez. Fiz a miúda chorar, que ficou sem perceber o porquê da minha má disposição. Quem estava com excesso de açúcar no sangue era eu e ela, que estava apenas ser uma criança, é que levou por tabela!! 

Deixei-a na escola e fui para casa curar a minha ressaca de doces. Pois para além de rabugenta, fico com uma grande sonolência. 


- Preparei um chá de gengibre, limão e canela, que andou comigo o dia todo! 


- Depois fui meditar durante 15 minutos. Estava a precisar reconectar-me e tomar consciência. 

- O pequeno-almoço foi leve: Papas de milho e trigo sarraceno com sementes de linhaça e bagas de goji. 

- A meio da manhã comi uma peça de fruta (neste caso foi laranja). 

- O meu almoço foi bife de atum com diversos vegetais (beringela grelhada, couve-flor cozida, tomate e abacate).

- A meio da tarde, comi apenas 1 peça de fruta (maça) com um punhado de frutos secos

- Uma caminhada apesar do "ora chove, ora faz sol". 

- O jantar foi apenas uma grande pratada de sopa, pois fui para a cama pouco tempo depois. 

Hoje acordei bem mais disposta e, a minha filhota, apesar de ter embirrado que não queria mudar a fralda, foi para a escola feliz, pois ainda dançou e jogou à bola com a mãe! :) 
(E acabou por deixar mudar a fralda, com a canção do "bom dia" que aprendemos no baby yoga). 

Até breve!